domingo, 23 de dezembro de 2018

I Mostra Virtual de Presépios

A Congregação das Irmãs Oblatas do Menino Jesus tem a honra de realizar sua primeira mostra Virtual de Presépios. É com grande alegria que apresentamos os diversos Presépios feitos em nossas Comunidades, escolas e também nas casas dos colaboradores e Catequistas que nos acompanham, neste árduo trabalho de levar Jesus aos corações que Deus confia a cada um de nós. Desde já agradecemos a todos que participaram deste momento significativo para a nossa fé, de montar o Presépio nos diversos locais, para nos lembar deste Mistério de nossa fé, a Encarnação do Verbo de Deus. 
"E o Verbo se fez Carne e habitou entre nós!", aproveitemos para contemplar o Menino Deus que se fez pequeno por nosso amor!





































sábado, 1 de dezembro de 2018

Advento 2018

                               
                Visitai, Senhor, a vossa vinha 
                        Vinde, Senhor Jesus! (Ap 22,20). 


domingo, 9 de setembro de 2018

Profissão Temporária Congregação Irmãs Oblatas do Menino Jesus 2018


No dia 08 de Setembro, dia dedicado à Natividade da Virgem Maria, nossa Congregação se alegrou em receber duas novas Religiosas pela Profissão dos Votos. É com o coração exultante que redemos graças a Deus por este presente que Ele, em sua imensa bondade nos concede de ter duas novas Irmãs, duas jovens que se Consagram para pertencerem somente a Ele na Congregação das Irmãs Oblatas do Menino Jesus. Agradecemos a Deus e confiamos a Ir. Pâmela e a Ir. Lucía nas mãos do Senhor, para que Ele as conceda sempre mais fidelidade e Ele. Jesus Menino que as Chamou lhes cumule da fortaleza necessária para perpetuar o sim dado a Ele. 


Quem são as Neo Professas?

Irmã Maria Pâmela, nascida no Brasil, iniciou o Aspirantado na Congregação das Irmãs Oblatas do Menino Jesus em 2 de Fevereiro de 2013. Em 8 de Setembro de 2014 entrou no Pré-Noviciado, sendo transferida à casa de formação no Perú para continuar seu período de formação. Já no Perú iniciou o Noviciado em 8 de Setembro de 2016, e no dia 08 de Setembro de 2018 emitiu os votos de Castidade, Pobreza e Obediência em nossa Congregação.  

Irmã Maria Lucia, nascida no Perú, entrou na Congregação das Irmãs Oblatas do Menino Jesus, no apirantado em 2012, e iniciou o Pré Noviciado em 8 de Fevereiro de 2015. No dia 8 de Setembro de 2016 entrou no Noviciado. E assim no dia 8 de Setembro de 2018 emitiu os votos de Castidade, Pobreza e Obediência em nossa Congregação.   


Algumas fotos do dia 08/09/2018, dia da Consagração de nossas queridas Irmãs:




sexta-feira, 1 de junho de 2018

Noviciado 2018

O dia 31 de Maio de 2018, foi de muita alegria para nossa Congregação, pois quatro jovens Pré-Noviças ingressaram no Noviciado. Alegramo-nos pela disponibilidade de cada uma delas para responder à sua vocação. Com o coração jubiloso colocamos estas jovens sob a proteção da Virgem Santíssima, pedindo-lhe que as fortaleça e anime neste novo período de formação.
A vocação é um dom de Deus e por isto devemos rogar-lhe a  todo instante pela vocações, rezemos para que estas jovens sejam fieis ao chamado de Deus, e para que todos o jovens do mundo ouçam e  acolham com disponibilidade sua vocação.
Parabéns Irmã Maria Bárbara, Irmã Maria Manuela, Irmã Maria Natália e Irmã Maria Layane!☺



quinta-feira, 31 de maio de 2018

Vocação e Oração

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto


Mensagem do Papa Francisco para o dia de Corpus Christi

Brasão do Papa
HOMILIA
Solenidade de 
Corpus Christi
Basílica São João de Latrão

Quinta-feira, 19 de junho de 2014
Tradução: Liliane Borges
“O Senhor, vosso Deus, vos nutriu com o maná, que vós não conhecíeis” (Dt 8,2)
Estas palavras de Moisés referem-se a história de Israel, que Deus tirou do Egito, da condição de escravidão, e por quarenta anos guiou no deserto em direção à  terra prometida. Uma vez estabelecido na terra, o povo eleito chega a uma certa autonomia, um certo bem-estar, e corre o risco de esquecer os tristes acontecimentos do passado, superados pela intervenção de Deus e Sua infinita bondade. Por isso,  as Escrituras os exortam a recordar, fazer memória de todo o caminho feito no deserto, no tempo de fome e desconforto. O convite de Moisés é o do retorno ao essencial, à experiência da total dependência de Deus, quando a sobrevivência foi confiada em suas mãos, para que o homem compreendesse que “ele não vive somente de pão, mas de toda palavra que sai da boca do Senhor “(Dt 8, 3).
Além da fome física que homem traz dentro de si, há uma outra fome, uma fome que não pode ser satisfeita com alimentação normal. É a fome de vida, fome de amor, fome de eternidade. E o sinal do maná – como toda a experiência do Êxodo – continha em si também esta dimensão: era a figura de um alimento que satisfaz esta fome profunda que há no homem. Jesus nos dá esse alimento, mais do que isso, é Ele mesmo o pão vivo que dá vida ao mundo (cf. Jo 6,51). Seu corpo é verdadeira comida sob as espécies do pão; o Seu sangue é verdadeiramente bebida sob as espécies do vinho. Não se trata apenas de um alimento com o qual saciar os nossos corpos, como o maná; o Corpo de Cristo é o pão dos últimos tempos, capaz de dar vida, e vida eterna, porque a substância deste pão é o Amor.
Na Eucaristia se comunica o amor de Deus por nós: um amor tão grande que nos alimenta com o Seu próprio ser; amor gratuito, sempre disponível a cada pessoa com fome e necessitada de revigorar suas forças. Viver a experiência da fé significa deixar-se nutrir pelo Senhor e construir a própria existência não sobre bens materiais, mas sobre a realidade que não perece: os dons de Deus, a Sua Palavra e Seu Corpo.
Se olharmos à nossa volta, percebemos que há tantas ofertas de alimentos que não são do Senhor e que, aparentemente, satisfazem mais. Alguns são nutridos pelo dinheiro, outros com sucesso e a vaidade, outros com poder e orgulho. Mas a comida que nos alimenta e que realmente nos satisfaz é apenas aquela que o Senhor nos dá! O alimento que o Senhor nos oferece é diferente dos outros, e talvez ele não pareça tão saboroso como os alimentos que nos oferece o mundo. Por isso, sonhamos com outras refeições, como os judeus no deserto, que lamentavam pela  carne e as cebolas que comiam no Egito, mas eles esqueceram que as refeições eram feitas na mesa da escravidão. Eles, nos momentos de tentação,  tinham memória, mas uma memória doente, uma memória seletiva.
Cada um de nós, hoje em dia, pode perguntar-se: e eu? Onde gostaria de comer? Em qual mesa eu quero me alimentar? Na  mesa do Senhor? Ou sonho em comer alimentos saborosos, mas na escravidão? Qual é a minha memória? Aquela que o Senhor me salva, ou aquela do o alho e das cebolas da escravidão? Com qual  memória  sacio a minha alma?
O Pai nos diz: “Eu te alimentei com o maná que você não conhecia”.  Recuperamos a memória e aprendamos a reconhecer o pão falso que ilude e corrompe, porque é fruto do egoísmo, da autossuficiência e do pecado.
Daqui a pouco, na procissão, nós seguiremos Jesus realmente presente na Eucaristia. A  Hóstia é o nosso maná, mediante a qual o Senhor no dá a Si mesmo. A Ele nos dirijamos com confiança: Jesus, defenda-nos das tentações do alimento mundano que nos torna escravos; purifica a nossa memória, para que não permaneça prisioneira na seletividade egoísta e mundana, mas seja memória viva de tua presença na história de seu povo, memória que se faz “memorial” do teu gesto de amor redentor. Amém.

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Pré-Noviciado

Nossa Congregação exulta de alegria e de esperança pelo ingresso de nossas pré-noviças. Jovens que sentiram no coração o chamado do Senhor e decidiram discernir sua Santíssima Vontade. Elas deram mais um passo em direção a Consagração Religiosa. Rezemos para que sejam dóceis à Voz do Amado e sejam generosas para realizar aquilo que Ele pede de cada uma.
Amigos, rezem por nós!
Jesus Menino nos abençoe!
#Ser_Oblata #Ser_Feliz #Família_crescendo #Viva_Jesus_Menino