segunda-feira, 13 de junho de 2016

Ester: intercede por si e pelo povo
Ester revestiu-se de seus trajes reais e se apresentou diante do rei sentado sobre seu trono[...]. Logo que viu Ester... ele estendeu o cetro de ouro que tinha na mão. E Ester se aproximou para tocá-lo. "Que tens rainha Ester e que queres?" [...] "Se achei graça a teus olhos, ó rei, e se ao rei lhe parecer bem, concede-me a vida, eis o meu pedido; salva meu povo, eis o meus desejo" (Et 5,7).
Ester arrisca-se porque sabe que foi chamada, e intercede, por si e pelo povo, não se fecha em seus privilégios, com uma atitude egoísta, ao contrário, se abre às necessidades do seu povo, o seu coração se alarga em amor!
A que você é chamado???
A grande verdade é que vivemos em meio a uma geração de frouxos, que até se entusiasmam, mas à hora da resposta se acovardam, por medo de arriscar-se. A isto acrescenta-se o egoísmo... Quem, nos dias atuais, é capaz de se arriscar-se pelo dom da vida e dignidade do outro? Poucos!
Assim, Ester deveria se modelo a toda vocação; ela arrisca-se, até diante do perigo de ser morta, para cumprir a vontade de Deus em sua vida.
Um outro problema é o esquecimento de que a vontade de Deus é sempre, SEMPRE o melhor, mesmo que aos olhos humanos pareça loucura, mesmo que, lá no fundo o coração relute!
Seguir o chamado de Deus nem sempre será fácil, mas será sempre um revestir-se de "vestes reais", pois é no cumprimento de sua santa vontade que se assume plenamente o sonho e os planos de Deus!

Nenhum comentário:

Postar um comentário