terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Novena de Natal: 8º dia

Os Magos
“Eis que veio o Senhor dos senhores, em suas mãos estão o reino, o poder e a glória”

Segundo a Tradição os magos eram reis que vieram de longe e trouxeram presentes a Jesus, em quem reconheceram mais que um rei, mas o Senhor: “viemos para adorá-lo”. Muitas vezes já nos colocamos diante do Senhor a meditar estas palavras, desejando que em nosso coração se formasse os mesmos sentimentos, e a mesma atitude de humildade que moveram os magos.
Estes reis despojaram-se de sua nobreza e mesmo encontrando o Menino anunciado em uma casa humilde da pequena Belém “prostrando-se o adoraram”. Contemplamos aqui a atitude da verdadeira e profunda adoração, aquela que não exige provas, mas deixa-se guiar pela inspiração d’Aquele que infunde em cada coração o amor, em verdade “estes são os adoradores que o Pai procura”.
Podemos imaginar os Magos prostrados, tirando suas coroas diante do seu Rei. O que significava para eles tal atitude? Desprendimento, humildade, verdadeira nobreza, que sabe reconhecer o seu limite; mas ao mesmo tempo algo que, provavelmente lhes custava, e por isso deve ter sido nutrido e gerado em seus corações durante muito tempo. Não era uma atitude passageira, um gesto vazio, mas um fruto do amor que  já lhes estava sendo trabalhado no coração. Ao perseguirem a estrela eles enxergavam além, viam a meta, mantinham os olhos fixos na estrela que anunciava Jesus, mantinham os olhos fixos em Jesus, já o amavam, mesmo se o conhecer e, por isso, foram capazes de adorá-lo.
Existem em nós coroas que precisam ser tiradas diante do Senhor, se queremos adorá-lo, elas fazem-nos sentir grandes, melhores, superiores, e por mais que relutemos em aceitar e ver, as temos, porque somos humanas. Olhemos para a estrela que anuncia Jesus, nutramos o amor, que nos fez segui-lo, para que cresça e amadureça em nosso coração.
Vamos corramos, a estrela já brilha, o Senhor nos espera!

Nenhum comentário:

Postar um comentário