domingo, 21 de dezembro de 2014

Novena de Natal: 6º dia

Os pastores: humildes com o Humilde “Isto vos servirá de sinal: achareis o recém nascido envolto em faixas e posto numa manjedoura” (Lc 2,12)

Se Cristo nascesse hoje a quem os Anjos o anunciariam?
É um questionamento simples, mas atinge a essência do nosso ser, pois os Anjos o anunciaram aos pobres e humildes, será que podemos nos considerar neste número? Cada uma no silêncio de seu coração pode procurar a resposta.
“Quero uma Igreja pobre para os pobres”, é um dos mais eloqüentes apelos do Papa Francisco, mas por que uma Igreja pobre para os pobres? Porque a riqueza cega e torna o coração orgulhoso, incapaz de se compadecer, de perceber a necessidade do outro e, consequentemente, de perceber o Cristo , que se fez humilde, que vem envolto em faixas e deitado numa manjedoura, quem acreditaria quem um menino nestas condições poderia ser “causa de alegria pra todo o povo”, senão os humildes?!
Cristo nos vem, já está perto; contemplamo-lo deitado em nossos presépios, mas somos capazes de vê-lo vivo, na carne daqueles que de nós se aproximam? Lutemos por ser pobres e pra os pobres a fim de sermos humildes, capazes de reconhecer o Divino Menino envolto em faixas e deitado nas manjedouras de tantas vidas, a passar frio, para que possamos aquecê-lo; a sofrer por não ter lugar, par que o acolhamos; a passar fome, para lhe darmos de comer; sem voz, para falarmos por Ele... Assim seremos suas verdadeiras nutrizes.


Nenhum comentário:

Postar um comentário