terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Em Oliveira: Abertura do ano da Vida Consagrada

No dia 29 de novembro de 2014, com grande alegria, os consagrados da Diocese de Oliveira se reuniram na Igreja Matriz para celebrar a abertura oficial do Ano da Vida Consagrada proclamado por Sua Santidade o Papa Francisco.
Celebramos em comunhão com a Igreja no mundo inteiro, a abertura do Ano da Vida Consagrada. O Papa Francisco convocou este ano com o objetivo de animar e refletir sobre a Vida Consagrada na Igreja hoje. Alguns consagrados entraram uma lamparina nas mãos , sinal da consagração a Deus. Ao fim da celebração o convite de na alegria da consagração, continuar dando o testemunho!
Cada congregação, ordem ou Instituto é fundado pela ação do Espírito de Deus como um Dom para a Igreja e para o mundo. Nossa diocese é ricamente agraciada com a presença de 5 congregações religiosas femininas, duas ordens religiosas masculinas, dois Institutos seculares e um grupo de Ordem Terceira Carmelita, além do gérmen de algumas comunidades de vida. Cada um destes grupos é chamado a viver um carisma específico, como uma luz que brilhando não chama atenção para si, mas ilumina o ambiente. Iniciando este ano da Vida Consagrada queremos renovar nosso testemunho como consagrados e consagradas que vivem nesta diocese. 
Simbolicamente Dom Miguel entregou a cada congregação a lamparina apresentada no início da celebração como sinal desta consagração a Deus como convite a continuar o testemunho de vida dos diversos carismas.

Congregaçãodas Oblatas do Menino Jesus (Oliveira). Na alegria de vossa consagração, continuema viver e serem nutrizes do Menino Jesus, reconhecendo o semblante do Divino Infante em todas as pessoas.

Queridos consagrados e consagradas, que este ano dedicado à Vida Consagrada, seja um tempo oportuno para que renoveis vossa adesão a Cristo. Deem um firme o alegre testemunho da vossa vocação e do Carisma de vossas famílias religiosas. Que nossa Diocese possa mostrar nosso apresso pela vida religiosa, como dom precioso para a Igreja. 













Nenhum comentário:

Postar um comentário