sábado, 29 de novembro de 2014

Novena da Imaculada:

1º dia
Maria mulher prometida, a nova Eva
“Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar.” (Gn 3,15)
St. Agostinho com o coração em festa declara: “Feliz culpa, que nos mereceu tão grande salvador!”. Hoje iniciando esta novena á Imaculada poderíamos completar a frase declarando. Feliz culpa, que nos mereceu tão bondosa e soberana Mãe!
Maria “assim a chamavam seus pais”, ela é a mulher prometida, que os cristão invocam com amor e confiança. “No Paraíso o demônio prometia à mãe de todos os homens que seria com Deus. E em Nazaré  Gabriel  prometeu a Maria que seria a Mãe de Deus. Ali Eva, assentindo às promessas enganosas de exaltação que a serpente lhe fazia, levantou os olhos para o fruto proibido, as esperança soberba de, comendo-o, igualar-se a Deus. Aqui Maria baixa SOS seus e, como se quisesse recusar as honras que a palavra veraz do autêntico emissário de Deus lhe promete, proclama-se humildemente escrava do Senhor” (Salvador Iglesias).
“Querida e amada por Deus desde toda a eternidade”, e já anunciada desde o início da história da humanidade, quando nossos primeiros pais pecaram; ela “ocupa o primeiro lugar entre os que o Pai ‘escolheu em Cristo, antes da criação do mundo, para serrem santos e imaculados diante dele’ (Ef 1,4). Primeiro lugar, pela singular plenitude de graça e santidade com que Deus a adornou desde sua Imaculada Conceição; primeiro lugar porque prevista pelo Altíssimo junto com a Encarnação do Verbo” (Intimidade Divina- ID 120).
Maria é o “raio da esperança” que faz luz à escuridão do pecado “inimizades porei entre ti e a MULHER”.  A própria Virgem em Fátima declara a vitória final de seu Imaculado Coração, por isso não temamos recorrer a Maria .
Mãe dai-nos a graça de vencer o pecado e como verdadeiras nutrizes, caminhar com teu Jesus, nosso Esposo!
“Eu te venero e me prostro a teus pés, ó Santíssima Virgem! [...] Quanto me sinto obrigada para contigo [...] guarda-me e assisti-me sempre com a tua proteção ó Maria” (Nutriz 13)

Oração: Ó Maria, verdadeiramente sois bendita entre as mulheres, porque transformastes em benção a maldição contra Eva. De tal modo agistes que Adão... foi,  por vosso intermédio, abençoado. Verdadeiramente sois bendita entre as mulheres porque, por meio de vós, desceu a benção do Pai celeste sobre os homens e os libertou da antiga maldição. 
Verdadeiramente sois bendita entre as mulheres, porque por meios de vós encontraram a salvação vossos ancestrais, já que dareis á luz o Salvador, que obterá para eles a salvação de Deus. Verdadeiramente sois bendita entre as mulheres, porque sem intervenção humana produzistes o fruto que dá ao mundo inteiro a benção, e o resgata da maldição pela qual só produzia espinhos. Verdadeiramente sois bendita entre as mulheres, porque sendo simples mulher segundo a natureza, fostes verdadeira Mãe de Deus. De fato, se aquele que nascerá de vós é verdadeiro Deus encarnado, com todo o direito chamamo-vos Mãe de Deus, pois verdadeiramente gerastes Deus (São Sofrônio de Jerusalém).
Canto: Ó Maria Imaculada, doce Mãe da Providência, governai a nossa vida, com materna assistência. Consolai-nos na aflição, na dor, alcançai-nos o perdão de Deus, e nas trevas sede a luz, conduzindo a Jesus!
Acolhei, ó Mãe bondosa, nossas preces, nossos cantos. Ofendemos vosso Filho, nos defenda o vosso manto. Se é tão doce confiar em vós, que alegria não será vos ver!...Concedei-nos, Mãe de Deus, Vos saudar lá nos céus!



Nenhum comentário:

Postar um comentário