domingo, 31 de agosto de 2014

Vocação do catequisata no mundo de hoje

Não fostes vós que Me escolhestes, mas fui Eu que vos escolhi (JO 15, 16).
SER CATEQUISTA é uma vocação. É um chamado da parte de Deus para uma missão.
“O chamado a SER CATEQUISTA não é algo pessoal, mas obra divina, a graça. A missão do catequista está na raiz da palavra ‘catequese’, que vem do grego ‘katechein’ e quer dizer ‘fazer eco’”.
 CATEQUISTA é aquele/a que se coloca a serviço da Palavra, que se faz instrumento para que a Palavra ecoe. O Senhor chama você para que, através da sua vida, da sua pessoa, da sua comunicação, a Palavra seja proclamada, Jesus Cristo seja anunciado e testemunhado.
 Conforme afirma São Paulo: “Não é a nós mesmos que pregamos, mas a Jesus Cristo, o Senhor. Quanto a nós, apresentamo-nos como servos vossos, por causa de Jesus”  (2 Cor 4,5).
CATEQUISTA é aquele que vê no próximo um ser com possibilidades de ser transformado. Não é fazê-lo à nossa semelhança, mas sim avaliar suas potencialidades e deduzir até onde aproveitar.
SER CATEQUISTA não significa ser o sábio, mas requer coração forte, vontade firme.
SER CATEQUISTA é semear a esperança com gestos e palavras e levar a todas as pessoas a mensagem salvadora do amor do Mestre Jesus Cristo.
Chamado a ser sinal de Cristo-cabeça
 Ser representação de Cristo chefe, pastor e sacerdote significa ser sinal do Cristo cabeça no meio da comunidade. A Igreja,  de pessoas, não é necessariamente um grupo acéfalo isto é: sem o chefe.. Cristo, como diz Paulo, é a cabeça da Igreja, ou seja, aquele que faz com que o Corpo, "em sua inteirezza, bem ajustado e unido por meio de toda junta e ligadura, com a operação harmoniosa de cada uma das suas partes", realize "o seu crescimento para a sua própria edificação no amor" (Ef 4,16). Cabe afirmar aqui que o presbítero não é nem poderá ser jamais a cabeça. 
Somente Cristo é a cabeça. Além disso, sua vocação e sua missão consistem em fazer com que de fato, um corpo, no sentido explicado. "Portanto o padre é chamado a um ministério presidencial, que é representação de Cristo cabeça e sacerdote e que lhe confere uma graça particular para harmonizar os diversos carismas do povo de Deus, de modo que este se realize como povo sacerdotal (cf. 1Pd 2,9-10)".
Portanto o padre tem também o carisma de unir a comunidade, em um só povo como fez o Cristo –Cabeça.

Ir. Elizabete Maria, OMJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário