terça-feira, 8 de julho de 2014

Santa Maria Goretti

Mártir da pureza
Vítima de brutal violência, Maria Goretti, com apenas doze anos, foi assassinada a punhaladas. Órfã de pai aos dez anos, cuidava dos quatro irmãozinhos e de outras crianças, enquanto a mãe ia para o trabalho na lavoura. Toda entregue ao trabalho e à piedade, crescia em ambiente pobre e difícil. Tentada muitas vezes por um rapaz, nessa terrível prova rejeitou toda aceitação do pecado e morreu mártir da pureza, perdoando e oferecendo a vida por seu assassino. Este, convertido, deu testemunho da heroica virtude da menina. A mãe, aos 84 anos, pôde participar com quatro filhos da canonização da filha, oficiada por Pio XII, em 1950 (Missal Cotidiano- 6 de julho).
Admirável virtude é a pureza, torna a pessoa bela, verdadeira, e feliz. Vemos esta virtude sendo atacada pelo mundo, não é fácil falar de pureza, não é fácil vivê-la, em um mundo que prega a libertinagem como liberdade, que incita à entrega constante aos prazeres de forma inconsequente, como se o verdadeiramente importante fosse as alegrias momentâneas, quanta tolice, quanta enganação!
Será que a nossa virgem Goretti, morta aos 12 anos por negar entregar-se ao pecado não tem algo a nos ensinar?! Lembro-me das sábias palavras de São Domingos Sávio: "Antes morrer do que pecar", quem dera se todos vivessem assim, preferindo a morte ao pecado, renunciando aos prazeres momentâneos por uma felicidade que não passa, o Céu à terra. 
Peçamos a Maria Goretti que possamos deixar-nos seduzir pelo Senhor como ela, e que saibamos renunciar ao mundo e suas seduções, como prometemos no Batismo e na Crisma, que tenhamos os olhos fixos n'Ele, em seu amor e em sua felicidade que não passam, que nos conduzem à verdadeira Vida, e à nossa verdeira Pátria, porque, de fato, somos todos estrangeiros aqui. 
Toda vocação é vocação à santidade e Maria Goretti preferiu "morrer" vivendo sua vocação à santidade do que viver um pouco mais sendo dominada pelo pecado. Jovens, convido-vos à ousadia da santidade, ousadia que sabe dizer não a tudo aquilo que nos afasta do Amor, e sim a uma vida autenticamente cristã, a uma vida verdadeiramente feliz! Estou certa de que não se arrependerão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário