domingo, 24 de junho de 2012


4º Dia: Devoção a São José
         “Ajoelhou-se e, com os olhos cheios de lágrimas, invocou intensamente a proteção de São José, numa oração profunda e confiante, em que pediu ser libertada daquela angustia, ou, senão, obter mais força para aceitá-la.
         O Santo do silêncio, talvez esta seja a melhor forma de descrever São José, e este homem em seu absoluto silêncio tanto nos tem a ensinar, porque o amor não precisa fazer barulho para fazer-se notar, assim vemos na vida da Madre Ana, como São José em seu silêncio a conduzia à vontade de Deus. “Aquela oração sincera de um coração aflito e cheio de confiança, foi logo atendida...” E não poderia ser diferente quando se tratando daquele que foi considerado digno de ter a Santíssima Virgem por esposa sendo-lhe guardião e o Menino Jesus por filho, para proteger e educar. (Ler Const. 75, 5)

Nenhum comentário:

Postar um comentário