terça-feira, 22 de maio de 2012

BOTE FÉ BRASÍLIA.

      Que alegria foi ver nossa Arquidiocese com grande júbilo diante da Cruz Peregrina e do Ícone de Nossa Senhora! Ver toda a juventude da Capital diante da Cruz, sem medo, ou vergonha de mostrar que ama o Cristo Crucificado e Ressuscitado. 
      Agora a Cruz Peregrina e o Ícone da Virgem Maria foram visitar outros Estados. Mas, como disse Dom Sérgio, nosso Arcebispo, ao final da Celebração da Santa Missa de encerramento do Bote Fé, a Cruz parte, porém deve ficar em nosso coração para aquecer a nossa Arquidiocese.
  

 "Fica Conosco, Senhor", fica em nossos corações para que possamos, agora com novo vigor, trabalhar para a construção do Teu Reino aqui na Capital de nosso País.
Cruz Peregrina no Recanto das Emas - foto do Flicker











Botemos fé na Jornada!
Caríssimos amigos, eu tive oportunidade de estar, nos dias 12 e 13 de maio de 2012, correndo atrás da cruz junto a milhares de jovens e me dei muito bem pelas ruas de Brasília.
Foi emocionante ver que a Jornada Mundial da Juventude iniciada pelo papa João Paulo II, em 1984, ainda estimula o povo por onde quer que seus símbolos passem. As pessoas percorrem dezenas de quilômetros para poder estar perto, admirar e tocar na cruz de madeira e no quadro com o ícone de Nossa Senhora.
No Brasil, os anúncios para a Jornada que acontecerá no Rio de Janeiro, estão sendo chamados de “Bote fé!”, uma reunião festiva para ir motivando as comunidades das dioceses por onde os símbolos passam, desde agosto de 2011 até julho de 2013. Quando chegar na cidade dos cariocas, espera-se reunir 4 milhões de jovens do país e do mundo inteiro com o papa Bento XVI. Em cada “Bote fé!” acontecem momentos de oração, apresentações musicais, peregrinações e bênçãos com os símbolos pelas paróquias, instituições públicas, santuários, escolas, presídios, hospitais e por onde estiver o povo de Deus naquelas localidades.
No Distrito Federal não foi diferente e conseguimos encontrar pessoas às centenas e aos milhares, desde Brazlândia, Ceilândia, Taguatinga, Samambaia, Recanto das Emas, Gama, Praça dos Três Poderes, Hospital de Base, Esplanada dos Ministérios, Santuário do Santíssimo Sacramento Planaltina, Sobradinho, Itapuã, Paranoá, Ermida Dom Bosco, Seminários, Oratório do Soldado, Catedral Rainha da Paz e Catedral Metropolitana. Na noite de sábado, 12 de maio, 53 mil jovens se reuniram na Esplanada dos Ministérios, todos felizes, cantando, dançando e orando a seu Deus sem consumir bebidas alcoólicas nem fazer uso de tóxicos. 53 mil é uma quantia considerável, é muito jovem reunido sem confusão, das 16hs até 23:30hs. A polícia e os bombeiros ficaram sossegados, podendo admirar também.
São Paulo, apóstolo de Jesus Cristo Crucificado, escreveu em sua Primeira Carta aos Coríntios, capítulo 1, versículo 18: “A linguagem dacruz para os que se perdem é loucura, mas para os que foram salvos é poder de Deus". Sem uma visão sobrenatural, é complicado entender o que move os cristãos a venerar um instrumento de morte tão dolorida.


Essa juventude é feliz por ter encontrado com Jesus e está sedenta de anunciar ao mundo. Juntos na Jornada, os jovens se fortalecem cada vez mais para seguir evangelizando, levando a todos a boa novidade que Deus nos dá em sua Palavra.
Em comunhão com toda essa gente, encontramos as diversas comunidades de religiosos e religiosas em meio à juventude. Todos se divertindo na oração e mostrando o quanto servir é revigorante, comprovando aquilo que nos escreveu são Lucas em Atos dos Apóstolos, capítulo 20, versículo 35, onde nos diz que há mais alegria em dar do que receber. Por lá estavam irmãos franciscanos, as irmãs Oblatas do Menino Jesus, irmãs do Lar Eugenia Ravasco, entre outras tantas que eu não soube identificar suas congregações, tanto nos lugares do “Bote fé!” da Esplanada, da Catedral Rainha da Paz, nos momentos da Ermida, nos seminários, nas paróquias, sempre em meio à comunidade, indo lá onde o povo está e mostrando o quanto de belo há em ser cristão.
Daqui de Brasília, a Cruz Peregrina e o Ícone de Nossa Senhora seguiram adiante, para evangelizar fazer convites em outros lugares. Esperamos que os brasileiros saibam escolher o caminho da benção a partir do exemplo que vem sendo dado por tantos que já aceitaram o chamado do Bom Pastor que dá a vida por suas ovelhinhas! Que também possamos todos orar como eternos jovenzinhos ao Pai o que diz o Salmo 17, no versículo 8: “Guarda-me como a pupila dos olhos e protege-me na sombra das suas asas!”
Abraço a todos e vamos rumo ao Rio 2013!
Carlos catequista

Um comentário: